EdUsp.png

A Edusp – Editora da Universidade de São Paulo – é uma das maiores editoras universitárias brasileiras.

Fundada em 1962, atuou como coeditora durante quase trinta anos. Seu departamento editorial foi criado apenas em 1988, quando se iniciaram os trabalhos de seleção e publicação de seus próprios títulos. Desde então, lançou mais de 1800 livros e alcançou um elevado padrão editorial, estabelecendo uma identidade única e definindo novos parâmetros para a publicação acadêmica no país. A excelência de seus esforços fez com que recebesse importantes prêmios ao longo dos anos e se tornasse referência pela qualidade acadêmica, editorial e gráfica de sua produção.

Com a missão de estimular e promover o desenvolvimento do ensino e da pesquisa, a Edusp dedica-se à publicação de obras relevantes em todas as áreas de conhecimento, destacando-se pela produção científica da própria Universidade de São Paulo, sem no entanto se limitar a ela. A Edusp busca, assim, atender estudantes, professores e pesquisadores, mas também o público geral, difundindo para além da academia o conhecimento nela produzido. Fazem parte do catálogo desde livros didáticos até pesquisas de ponta, de obras clássicas a teorias científicas contemporâneas, nacionais e internacionais, bem como estudos sobre os mais representativos escritores e artistas brasileiros.

 
Bas-Fonds.jpg

OS BAS-FONDS

Dominique Kalifa
De R$ 60,00 Por R$ 30,00

O sentido que damos atualmente ao termo bas-fonds data do século XIX, passando do sentido topográfico para o social, sem perder, entretanto, a dimensão espacial de origem, uma vez que correspondem a lugares marcados a se afundar: subsolos, avessos, bairros baixos. Vinculados a eles, surgem três traços entrecruzados, a miséria, o vício e o crime. Os bas-fonds são assim lugares, estados e, por fim, indivíduos, de acordo com Dominique Kalifa neste estudo. O autor escolhe a antropologia histórica para estudar os bas-fonds como um sistema dinâmico de representações do mundo social, apontando o aparecimento desse imaginário no coração do século XIX, e mostrando a história do seu desaparecimento progressivo no século XX como resultado do esgotamento daquela combinatória específica que lhe deu origem no século anterior. Trata-se de uma representação em que se misturam os medos, os desejos, os fantasmas de todos aqueles que por eles se interessaram.

 
dicionario-da-lingua-de-sinais-vol-1.jpg

DICIONÁRIO DA LÍNGUA DE SINAIS DO BRASIL: A LIBRAS EM SUAS MÃOS - 3 VOLUMES

Fernando C. Capovilla, Walkiria D. Raphael, Janice G. Temoteo, Antonielle C. Martins
De R$ 290,00 Por R$ 145,00

Este Dicionário documenta mais de 13 mil sinais de Libras em entradas lexicais individuais, trazendo os verbetes correspondentes ao sinal em português e inglês, a definição do significado do sinal e dos verbetes, ilustrações e a descrição detalhada da forma do sinal, além de exemplos ilustrativos do uso funcional apropriado do verbete em frases e a especificação do escopo de validade geográfica em relação aos estados brasileiros. O Dicionário contém a escrita visual direta do sinal em SignWriting, permitindo ao leitor concentrar-se nos traços distintivos que possibilitam diferenciar sinais semelhantes. É possível ainda encontrar a descrição da etimologia do sinal pela análise dos morfemas que compõem sua estrutura, e uma breve análise do parentesco semântico entre o sinal e outros sinais que compartilham alguns de seus morfemas moleculares. O livro traz ainda a soletração digital em Libras por meio da fonte Capovilla-Raphael, permitindo à criança surda analisar a composição das palavras escritas e converter letras em formas de mão.

 
direito-constitucional-brasileiro.jpg

DIREITO CONSTITUCIONAL BRASILEIRO

Virgílio Afonso da Silva
De R$ 70,00 Por R$ 35,00

Neste livro, Virgílio Afonso da Silva propõe apresentar a estudantes de graduação ideias e conceitos básicos do direito constitucional, auxiliar profissionais do direito na solução de casos concretos, preparar candidatos a concursos públicos e suscitar a reflexão de estudantes de pós-graduação e pesquisadores, não apenas na área jurídica. Segundo o autor, para atingir esses objetivos não basta apresentar o texto da Constituição e repetir o que outras pessoas e instituições já falaram ou decidiram. A análise dos vários temas de que trata o livro é permeada por informações, dados e contextos da realidade brasileira. Diferente do tradicional é também a organização da obra, em quatro partes – constituição, direitos, poderes e desafios –, nas quais são discutidos o próprio conceito de constituição, seus dois objetivos primordiais, garantir direitos e limitar o poder, e os principais desafios a sua efetividade.

 
historia-do-brasil-14-edicao-3-reimpr.jpg

HISTÓRIA DO BRASIL

Boris Fausto
De R$ 105,00 Por R$ 52,50

Cobrindo um período de mais de quinhentos anos, desde as raízes da colonização portuguesa até nossos dias, Boris Fausto narra aqui os fatos mais importantes da história brasileira. Ao analisar minuciosamente as grandes linhas de força que indicam o sentido de nossa formação, o autor detém-se no estudo de instituições fundamentais, como o sistema colonial, o sistema escravista e os regimes autoritários do século XX, dando ênfase às práticas sociopolíticas, sem deixar de enfrentar questões polêmicas, como as razões do abandono da escravidão dos índios pelos portugueses e a opção pelos africanos; a manutenção da unidade territorial brasileira em contraposição à fragmentação das colônias espanholas; ou ainda a difícil transição do regime autoritário para o democrático, nas últimas décadas. Esta nova edição contém uma atualização histórica, de autoria do sociólogo Sérgio Fausto, abrangendo o período que vai do fim da presidência de José Sarney (1990) aos dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva (2002-2009).

 
bilac-o-jornalista-luva.png

BILAC, O JORNALISTA

Antonio Dimas
De R$ 170,00 Por R$ 85,00

Neste trabalho, Antonio Dimas resgata as intervenções jornalísticas do líder do movimento parnasiano, propondo uma nova visão sobre sua atuação. Para tanto, ele garimpou as crônicas publicadas na imprensa carioca e paulista entre os anos de 1890 e 1910 aproximadamente, as quais se encontram reproduzidas nos dois primeiros volumes de Bilac, o Jornalista. No terceiro volume, os ensaios de Dimas ressaltam o equilíbrio entre poesia e jornalismo presente na concepção literária de Bilac. Como quer o organizador, a cidade do Rio de Janeiro é a grande personagem da crônica bilaquiana: uma cidade de um lado debruçada sobre a cultura do século XIX e, de outro, dilacerada pelas contradições políticas do início do século XX. A crítica de Antonio Dimas dialoga com a variedade de perspectivas retratadas nestas crônicas, revelando um Bilac múltiplo e desafiador.

 
notas-sobre-o-culto-aos-orixas-e-voduns.jpg

NOTAS SOBRE O CULTO AOS ORIXÁS E VODUNS

Pierre Verger
De R$ 140,00 Por R$ 70,00

Pierre Verger conheceu o culto aos orixás na Bahia onde foi inclusive pai-de-santo e coletou material para comparação em várias viagens à África. Neste livro, analisa o culto aos orixás e voduns na Bahia e o compara com a tradição religiosa dos yoruba (Nigéria) e djèdjè (Daomé), de onde se originou. O autor descreve os rituais de iniciação, o estado de transe, os orixás e voduns e outros deuses menos conhecidos, além de cerca de 1500 orikis, transcritos para o yoruba e traduzidos para o português. Verger apoiou-se também na vasta literatura de viagens à África Ocidental, cujos registros permitem reconstituir, em parte, a fascinante história dessa religião que, nas Américas, adquiriu novos significados e expressões, e está em constante expansão e reatualização. O livro conta ainda com fotos de Pierre Verger que registram algumas cerimônias religiosas de caráter iniciático em terras africanas e na Bahia.

 
gramatica-da-lp-padrao.jpg

GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA PADRÃO: COM COMENTÁRIOS E EXEMPLÁRIOS

Amini Boainain Hauy
De R$ 130,00 Por R$ 65,00

A Gramática da Língua Portuguesa Padrão, descritiva, normativa e crítica, é o resultado de décadas de pesquisa e elaboração, e contou com a grande experiência de magistério da autora. Amini Hauy sistematiza a tradicional teoria gramatical do Português acadêmico, com o objetivo de fornecer uma reflexão crítica sobre o estado atual da língua portuguesa no que ela tem de sistemático, de gramatical, mas talvez seu objetivo principal seja enfatizar a importância da norma padrão no livro didático, em sua função sociocultural. O corpus linguístico da obra privilegia as vertentes literária e normativa; na exemplificação das lições, entre os textos literários de várias épocas, transcritos no rigor da atual norma culta, destaca-se a Obra Poética de Fernando Pessoa, por representar o maior repositório de recursos sintático-semânticos da língua portuguesa, e entre os normativos, privilegiam-se os textos extraídos de documentos oficiais.

 
bioestatistica.jpg

BIOESTATÍSTICA EM OUTRAS PALAVRAS

Júlio C.R. Pereira
De R$ 66,00 Por R$ 33,00

Neste livro, Júlio Pereira inspira-se em Guimarães Rosa e em Newton da Costa: do primeiro empresta a inquietação metafísica e do segundo as lições de lógica que descortinam a estrutura conceitual subjacente aos procedimentos estatísticos de análise. O autor apresenta os procedimentos estatísticos divididos em três grandes tópicos relações de existência, relações de ordem e relações de dependência analisando primeiramente conteúdo para só depois alcançar-se os cálculos, corolários do conteúdo. Dezenas de exercícios resolvidos oferecem ao leitor oportunidade de aferir o conhecimento adquirido. O livro abrange o pequeno conjunto de procedimentos estatísticos necessários ao conhecimento de qualquer estudante ou cientista, destinando-se, sobretudo, a estudantes de graduação e pós-graduação, e a pesquisadores que utilizam a estatística em seu cotidiano.

 
obra-incompleta-tomo-I.jpg

OBRA INCOMPLETA - 2 TOMOS

Oswald de Andrade
De R$ 280,00 Por R$ 140,00

Obra Incompleta, de Oswald de Andrade, reúne parte significativa da produção do modernista: toda a poesia, os romances Memórias Sentimentais de João Miramar e Serafim Ponte Grande, e textos diversos que têm como tema o ideário antropofágico: manifestos, textos de tese e de crítica. Jorge Schwartz, o coordenador desta edição crítica, contou com a colaboração de inúmeros pesquisadores, destacando a contribuição de Gênese Andrade e Maria Augusta Fonseca, responsáveis pelo estabelecimento do texto e por ensaios críticos sobre a poesia e os romances. Os textos pertencem preponderantemente à década de 1920, época em que se define o perfil mais original de todas as vertentes da obra de Oswald de Andrade, esclarece o coordenador da obra. Essa obra múltipla conta também com textos de inúmeros autores brasileiros, e de "estrangeiros canibalizados" que trouxeram sua leitura do modernista, como Albert Camus, Giuseppe Ungaretti, Roger Bastide, Richard Morse e Pierre Rivas.

 
mulheres-modernistas.jpg

MULHERES MODERNISTAS

Ana Paula C. Simioni
De R$ 86,00 Por R$ 43,00

Como explicar o sucesso de certas mulheres no meio artístico modernista, cujo protagonismo é atribuído quase sempre a figuras masculinas? Foi justamente no Brasil que duas pintoras - Anita Malfatti e Tarsila do Amaral - se notabilizaram como as grandes pioneiras de nosso modernismo. Atenta às dinâmicas internacionais da arte moderna e em diálogo crítico com os paradigmas da historiografia da arte feminista, Ana Paula Simioni discute essa singularidade do país. O contraponto com uma artista menos reconhecida e introdutora das artes decorativas no Brasil - Regina Gomide Graz - adensa a análise com um olhar inovador para as relações entre materialidades artísticas e gênero. O êxito dessas artistas não se fez a despeito do gênero, mas por meio dele. Mulheres Modernistas suscita uma reflexão crucial e inédita sobre as oscilações históricas do reconhecimento dessas artistas.

 
palmares-e-cucau.jpg

PALMARES & CUCAÚ

Silvia Hunold Lara
De R$ 42,00 Por R$ 21,00

Palmares & Cucaú analisa o acordo de paz negociado em 1678 entre o governo de Pernambuco e o rei dos Palmares, o maior e mais duradouro assentamento de fugitivos da história da escravidão no Brasil. Novos documentos e um modo diferente de ler fontes há muito conhecidas revelam detalhes dos acontecimentos que levaram os habitantes dos Palmares a se instalar na região de Cucaú, no sertão da vila de Sirinhaém, onde permaneceram até o início de 1680, quando foram atacados e reescravizados. Silvia Hunold Lara incorpora o ponto de vista dos escravos na história da escravidão - e dos habitantes dos Palmares na história dos mocambos -, e realiza uma análise eminentemente histórica. Com base em uma extensa pesquisa documental, este livro também propicia uma reflexão sobre o trabalho do historiador, sobre a importância da leitura cuidadosa das fontes e sobre o necessário diálogo com a bibliografia.

 
reinvencao-da-velhice.jpg

A REINVENÇÃO DA VELHICE

Guita Grin Debert
De R$ 60,00 Por R$ 30,00

A antropóloga Guita Grin Debert oferece uma análise ousada do processo que vem presidindo a construção social da velhice no Brasil. Atualmente, o idoso é um ator não mais ausente do conjunto de discursos produzidos. Ele se faz presente no debate sobre políticas públicas, nas interpelações dos políticos em momentos eleitorais e até mesmo na definição de novos mercados de consumo e novas formas de lazer. Os integrantes do que se convencionou chamar de terceira idade crescem a cada ano e já são uma porção considerável na nossa população, o que coloca para as famílias, para as empresas e para o governo questões que não podem deixar de ser respondidas. Este livro mostra como a velhice é reinventada nos grupos de convivência e nas universidades para a terceira idade, nas associações de aposentados, nos asilos e nas imagens dos idosos na mídia. O livro oferece uma contribuição importante da antropologia ao debate acerca da velhice.